domingo, 21 de setembro de 2008

meu quintal II

Depois de grande ausência de relatos aqui no blog venho relatar outra pesca feita no mesmo sitio que a que relatei ontem.
cheguei um pouco tarde ao sitio eram 8:45 e mal cheguei apanhei esta safia que tinha mais de 20cm mas quis que crescesse mais um pouco.
foto tirada e agua com ela.eheh


Depois comecei a apanhar juvenis de safia, sargo e até uma douradinha. claro que voltou tudo para a agua de novo e no fim aparece-me este peixe porco a passear quase a superfície, meto-lhe a isca de sardinha em frente a boca e ele engole. icei o peixe e trouxe este para fazer uns belos filetes.

até à proxima.

sábado, 20 de setembro de 2008

meu quintal

Ola pessoal.
como não meto aqui nada a muito tempo cá vai uma pesca feita no meu quintal este mês...
são duas choupas com 350g e 250g.
ainda apanhei meia dúzia de juvenis de choupas, sargos e safias que devolvi a agua.


iniciei a pesca as 7:30 da manhã e acabei por volta das 10, só senti peixe até o sol começar a incidir na agua. abraços. Hugo

segunda-feira, 4 de agosto de 2008

já não é preciso estar atento à ponteira...

Pois é achei esta noticia na net.
pareçe que um pescador inventou um aparelho que quando o peixe vai a isca manda uma mensagem para o telemovel...

fica aqui a noticia.














Um pescador contratado pela SK Telecom mostra como funciona o aparelho. São duas peças: uma perto da isca e outra no celular.

uma empresa de telefonia lançou na Coréia do Sul um aparelho que vai avisar aos pescadores quando algum peixe morde a isca. Um transmissor em forma de bóia vai enviar ondas ultrasónicas da cana para uma peça ligada ao telemovel, que finalmente vai tocar e anunciar que mais um peixe mordeu a isca.

pareçe que estão a inventar um aparelho que ensina ao isco vivo a dirigir-se para o peixe.ou então sou eu que estou a mentir.eheh

segunda-feira, 30 de junho de 2008

carapaus

Pois é no sábado passado combinei com uns amigos ir ao carapau para Sesimbra.
Fui o primeiro a chegar e fui ver como estavam os pesqueiros ao lado do pontão, estava tudo cheio bem como uma grande parte do pontão...
fiquei a pensar se haveriam carapaus para tanta gente.eh eh
quando chegou toda a gente lá fomos ainda de dia para os pés-de-galo.
descemos e preparamos o material comecei a pescar já era noite.
comecei logo a sentir peixe e apanhei uma cavala e um carapau q caio e nunca mais o vi...
apanhei mais um carapau e este não caio. era o meu primeiro carapau de sempre.eh eh
depois tive uma altura em que ferrava muito peixe mas nunca chegava a sair de agua ou caia já no ar...
não tenho fotos mas no final foram 4 carapaus, 3 bogas e 2 cavalas...
mas ouve que apanha-se mais de 50 carapaus...
no fim ouve peixe para todos uns com mais outros com menos, mas para a próxima calha-me a mim.eh eh

sábado, 14 de junho de 2008

bigode do velho

Ola malta.
já não metia aqui nada a uns tempinhos, então cá vai.
na 6ª feira como era feriado o meu pai decidido que íamos a pesca até ao Alentejo.
acordamos, preparamos tudo e estávamos a caminho.
era cedo vimos umas cobras pelo caminho e uma perdiz suicida que julgava ser mais rápida que o carro...
chegámos até almograve e vi logo n praia que havia algum limo.
mas fomos para os lados do porto e ai não se via quase nada mas as águas estavam muito lusas.
lá fomos para uma zona já nossa conhecida e começamos a pescar.
resultado o meu pai a apanhar bogas e uma tainha que voltou la para dentro e eu a tirar tb uma tainha que tb levou o mesmo caminho.


cá está uma foto do local.







o paraíso das bogas...






aqui as belas das bogas do meu pai.















á sombrinha não fossem apanhar escaldão...
já eram horas de almoçar então fomos até a vila comer qualquer coisita.
durante o almoço "olha queres ir até Sines?"
aaa já que insistes...eheh
lá fomos para ver se dava mais uma boguitas.
chegámos, olhámos e disse olha ali aquela ilhota...
Pai- aaa olha ali ao lado daquele senhor.
Eu- com tanto espaço queres ir para cima de outro pescador?
Pai- pronto ok vamos lá.
lá fomos chegámos estava assim...


disse logo não vamos fazer já engodo a ver o que aqui anda.
o meu pai claro já tinha tudo preparado começa logo toma uma boga.eheh
a seguir uma salema, depois um sarguinho.
lá comecei a pescar e nada...
o meu pai tira outro sarguinho e eu a pensar já tenho sermao para uma semana com esta pescaria...
até que aparece uma senhor e fica lá sentado a ver-nos pescar.
começa a dizer de onde é e tal e vê que eu não estou a apanhar nada fala com o meu pai sobre isso e vai dar uma volta.
eu tiro uma boga e perco uma salema pois mordiscou o 0, 22(o meu pai estava com 0, 35....)
atiro a boga para o lago onde estávamos a meter o peixe e la vou eu fazer mais uma iscada quando chega o senhor e traz 2 caranguejos corta camisas.
diz ele- olha mete isto ai a ver se andar la sargos ou safias eles comem isso.
eu lá meto e só sinto picadas pequenas e não veio nada...
isco com caranguejo, lapa, sardinha e mesmo só a ova da lapa...
e nada o meu pai mete um naco de sardinha e apanha tudo...
até que ferro uma sarguinho e tiro-o para fora sem problemas e vai para o lago.não apanhei mais nada mas o meu pai apanhou mais uma cavala e umas bogas...
no fim a tarefa de pescar o peixe novamente...mas á mão do lago...












Pois é...
comecei a traz dos peixes mas o lago era grande o suficiente para eles nadarem mais rápido o suficiente para eu não os conseguir apanhar...
lá consegui apanhar uns e depois olhei a ver se não faltava nenhum e vejo um sargos esquisito...
parece com ondas na pele...
olho melhor e pronto lá estava um belo polvo agarrado ao sargo e prontinho para o levar para o buraco.
o senhor que tinha aparecido mergulha a mão e apanha-o e diz-nos levem-no que foram vocês que o viram.
lá fomos e a viagem fez-se bem pelo menos para os meus pais que foram a viagem toda a gozar comigo...
aqui o peixe todo.
não são exemplares grandes mas com mais de 20 cm e 150 g o mais pequeno não consegui que o meu pai me deixa-se deita-lo ao mar.